22 de junho de 2011

AMIGOS E INIMIGOS


imagem retirada da internet

O amigo é uma bênção.

O inimigo, entretanto, é também um auxílio, se nos dispomos a aproveitá-lo.

O companheiro enxerga os nossos acertos, estimulando-nos na construção do melhor de que sejamos capazes.

O adversário identifica os nossos erros, impelindo-nos a suprimir a parte menos desejável de nossa vida.

O amigo se rejubila conosco, diante de pequeninos trechos de tarefa executada.

O inimigo nos aponta a extensão da obra que nos compete realizar.

O companheiro nos dá força.

O adversário nos mede a resistência.

Quem nos estima, freqüentemente categoriza nossos sonhos por serviços feitos, tão-só para induzir-nos a trabalhar.

Quem nos hostiliza, porém, não nos nega valor, porquanto não nos ignora e sim nos combate, reconhecendo-nos a presença em ação.

Na fase deficitária da evolução que ainda nos caracteriza, precisamos do amigo que nos encoraja e do inimigo que nos observa.

Sem o companheiro, estaremos sem apoio e, sem o adversário, ser-nos-á indispensável enorme elevação para não tombar em desequilíbrio. Isso porque o amigo traz a cooperação e o inimigo forma o teste.

Qualquer servidor de consciência tranqüila se regozija com o amparo do companheiro, mas deve igualmente honrar-se com a crítica do adversário que o ajuda na solução dos problemas do reajuste.

Jesus foi peremptório em nos recomendando:
"Amai os vossos inimigos". Saibamos agradecer a quem nos corrige as falhas, guardando-nos o passo em caminho melhor.

Médium: Francisco Cândido Xavier
Espírito: Emmanuel
Livro: Passos da Vida

fonte: www.caminhosluz.com.br


 



















2 comentários:

Denise disse...

Os inimigos tiram-nos do estado de acomodação. Se só tivéssemos amigos, viveríamos tranquilos, nada nos incomodaria. Já, com os inimigos, buscamos provar q somos bons, então partimos para a ação e saimos da acomodação. Muita paz!

Anônimo disse...

Querida Lu!

Linda essa mensagem! É um exercício muito árduo este de respeitar em nossos inimigos o papel de nos impulsionar para a luta e o conhecimento de nós mesmos.

Mas que posssamos "arregaçar as mangas" nesse trabalho e buscar dentro daquilo que nos incomoda algo a melhorar.

Bjokas
Gisele

Postar um comentário